quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

Vini e o show do Radiohead

Primeiro post desse blog falando exclusivamente de música, talvez motivado por todos o shows que se confirmaram esse ano. E março que vem, com o show mais esperado por quem foi adolescente nos anos 90, show que já nem esperávamos mais ter no Brasil, show que já foi muito prometido, mas ultimamente não se especulava mais. Pois bem, os Backstreet Boys vem aí, mas como eles não estão mais no auge, vamos ignorar essa informação e falar de outro show que teremos nesse mesmo mês, o do Radiohead. Há uns 5 anos atrás, talvez por insegurança, me vi obrigado a gostar da banda, pra poder auto afirmar meu bom gosto musical e sofisticação. Com os cds do começo da carreira foi fácil, até hoje ainda adoro a "Just", mas quando passou do Kid A pra frente, a coisa ficou feia. Aqueles barulhos estranhos, que minha amiga e eu tentávamos imitar no telefone não me desciam de jeito nenhum, mas eu tinha que gostar da banda. Então me forçava a ouvir diariamente pra, quem sabe, me acostumar e poder ficar mais seguro e com a consciência mais tranqüila.

Como conseqüência, comecei a ter contato com as criaturas que percebi serem as mais chatas dessa e de outras 7 galáxias, os fãs de Radiohead (tá, eles saíram desse top assim que eu tive contato com os fãs de Sigur Ros). Conversar com essas pessoas foi libertador, resolvi sair do armário e assumir que não consigo gostar da banda. Graças a essa antipatia, eu senti a necessidade de comprar o ingresso pro show deles. Comecei a ver inúmeras possibilidades de me divertir no meio desse povo, a começar por saber que comprando um ingresso, automaticamente vou estar deixando um fã chato sem. Além do mais, o show vai ser em um domingo, então não vou ficar com peso na consciência por saber que perdi um capítulo de "Caminho das Indias" só pra ver a trupe de Thom Yorke.

Pra dar continuidade a diversão, farei questão de comentar que não gosto da banda, enquanto estiver na fila, e inventar que só estou lá pois meu tio cambista tinha me prometido entradas pro último jogo do São Paulo no Morumbi, e por ter vendido todas, me deu os ingressos pra se redimir. Já estou treinando meu grito pra pedir "a música do Carlinhos" e "Creep". Quando chegar a hora de "No Surprises" vou aproveitar que o som vai estar mais baixo e ligar pra minha amiga, e fofocar sobre tudo o que está acontecendo e comentar sobre as roupas dos presentes. Após a análise visual, vou esperar algum outro momento silencioso pra começar a chamar histericamente o John Greenwood de gostoso, além do velho e bom gritinho de auditório "lindo, tesão, bonito e gostosão".

Mesmo depois do show, ainda terei muitas chances de me divertir comentando com as pessoas que fui no show, e que achei legalzinho, mas que preferi o dos Backstreet Boys, porque além de cantar, eles dançam. Enfim, para os que vão, espero que se divirtam tanto quanto eu, e para os que se sentiram ofendidos, talvez tenha Wilco no Brasil, fica a dica se quiserem se vingar de mim.

7 comentários:

Vinicius. disse...

Bom show pra você,tome muita cafeina e se possivel divirta -se!Acredite,eu sinto que os fans do Radiohead ainda amam você.Reflita!

Porque Backstreet Boys e não Spice Girls? oh come on.

Vinicius. disse...

Vini,sua sinceridade me inspira!Sua espirituasidade toca a nossa alma,são palavras que dizem mais que imagens,no caso,as imagens do show,seja ele qual for heheheh ai ai

and "it keeps getting better".

Evelin disse...

Sei q vc iria preferir o show da Creidi, mass tenta aproveita esse ai!

Vaca. disse...

backstreet boys era tão legal

dani mafalda disse...

puxa vini, eu jah tinha feito uma camisa do nike pra vc...mas vc indo vai poder dar um motivo real para um um fã do Radiohead chorar!lindo!

pandacola disse...

prefiro backstreet boys :)

m. disse...

hahahahahah adoreii!